Sexo durante a gravidez: o que é seguro e o que não é...



A gravidez aumentou o seu interesse pelo sexo? O sexo é a última coisa que passa pela sua cabeça durante a gestação? Seja qual for a sua resposta, saiba que as dúvidas sobre sexualidade e gravidez são muitas e freqüentes. A seguir, listamos muitas  dúvidas que já ouvimos, visando ajudá-la nesta questão:

É seguro fazer sexo durante a gravidez?

Se a gravidez corre normalmente (sem alterações ao USG), a gestante pode fazer sexo quantas vezes desejar, mas é muito comum um declínio do desejo sexual. No início da gestação, as flutuações hormonais, a fadiga, os medos de abortamento e as náuseas podem "sabotar o desejo sexual". Durante o segundo trimestre, há um aumento do fluxo sanguíneo para os órgãos sexuais e para os seios e uma tranquilidade maior em relação à gestação, o que pode reacender o desejo sexual da grávida.  No terceiro trimestre, o ganho de peso, as dores nas costas e outros sintomas podem, novamente, influir no entusiasmo da gestante  por sexo.

Fazer sexo durante a gravidez pode prejudicar o bebê?

O bebê em desenvolvimento é protegido pelo orifício interno do colo uterino fechado (na maioria das vezes), pelas membranas corion e amnion, com líquido amniótico internamente formando uma bolsa protetora, bem como pelo muco que bloqueia o colo do útero,  durante a maior parte da gravidez. A atividade sexual não afeta o bebê, ao contrário, as sensações de prazer acompanhadas pelos hormonios relacionados ao ato sexual beneficiam também o bebê.

Quais são as melhores posições sexuais durante a gravidez? 

Contanto que a grávida esteja confortável, a maioria das posições sexuais são permitidas durante a gravidez. À medida em que a gravidez avança, cada casal deve buscar o que funciona melhor, ou seja, deixar a criatividade fluir, mantendo o conforto da grávida e o prazer mútuo.

Os preservativos são necessários? 

A exposição a doenças sexualmente transmissíveis, durante a gravidez, aumenta o risco de infecções que podem afetar a gravidez e a saúde do bebê. Assim, recomendamos o uso do preservativo, caso o parceiro tenha uma doença sexualmente transmissível, caso a gestante não viva um relacionamento monogâmico e ainda, se ela  optar por fazer sexo com um novo parceiro, durante a gravidez.

Orgasmos podem desencadear partos prematuros? 

Orgasmos podem causar contrações uterinas, mas são contrações diferentes das contrações do parto. Se a gestante  apresenta uma gravidez normal, orgasmos - com ou sem relação sexual - não aumentam o risco de parto prematuro ou de nascimento prematuro. A atividade sexual também não é responsável pelo início do trabalho de parto.

Há momentos em que o sexo deve ser evitado durante a gestação? 

Embora a maioria das mulheres possa seguramente fazer sexo durante a gravidez, há casos em que o obstetra pode ser mais cauteloso, tais como:
1. Quando a gestante apresenta risco de parto prematuro;
2. Quando a gestante apresenta sangramento vaginal inexplicado;
3. Quando há perda ( ou suspeita) de líquido amniótico ;
4. Quando o colo do útero começa a abrir prematuramente (incompetência istmo-cervical);
5. Quando a placenta cobrir parcial (com algum sangramento) ou totalmente o orifício interno do colo uterino (placenta prévia).

E se a gestante não desejar ter relações sexuais?

Recomendamos que a gestante partilhe suas necessidades e preocupações com o seu parceiro de uma forma aberta e amorosa. Levantar esse problema durante uma consulta com seu obstetra pode ser uma saída. Se o sexo é difícil ou desagradável, nesta etapa da vida,  é possível tentar um abraço, um beijo ou até uma massagem, aproximando assim a família: bebê-mãe-pai.

Nome Completo

E-mail

Palavra-Chave

As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.



Dr. Renato Kalil

Diretor Clínico

CRM-SP 62703