Quem decide o melhor momento para o bebê nascer?



Resposta: o próprio bebê. 

A resposta parece óbvia, não é? Mas em muitos casos, outros fatores, além da prontidão do bebê, determinam a data de nascimento. 

Médicos ou pais, muitas vezes, tem agendada uma data para induzir o parto ou para efetivar uma cesariana para que o bebê possa nascer antes que o pai ou o médico saia da cidade, ou em tempo para que a avó -  que mora em outra cidade -  o visite, ou ainda para coincidir com uma data significativa na história da família.

O Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas é claro em suas recomendações: os partos não devem ser agendados antes de 39 semanas completas de gravidez, a menos que haja indicação médica clara. 

Eis "os porquês":

Órgãos importantes, incluindo o cérebro, fígado e pulmões, podem não estar plenamente desenvolvidos;

Bebês nascidos antes do tempo são mais propensos a ter problemas de visão ou de audição;
Os bebês que nascem muito cedo são muitas vezes demasiado pequenos;

Bebês que vêm ao mundo prematuramente são mais propensos a ter dificuldades de sucção e de deglutição ou de ficar acordado o tempo suficiente para comer.

Recentemente, formos informados que,  em 2010, pela primeira vez, o percentual de cesarianas superou o de partos normais no Brasil. As cesáreas chegaram a 52% do total. Em 2009, os dois modos se igualavam. Para a OMS (Organização Mundial da Saúde), o recomendado é uma taxa em torno de 15%.

O grande número de cesarianas é puxado pelo setor privado, em que 80% dos partos são cirúrgicos desde 2004. Como é marcada com antecedência, a cesariana pode ocorrer antes do tempo adequado e levar o bebê a apresentar problemas associados à prematuridade.

Diante deste cenário social, buscamos redobrar nossos esforços para que todas as mães possam levar a termo sua gravidez e que todos os bebês possam nascer saudáveis, "pois foram autorizados a permanecer no útero", pelo menos, por 39 semanas, o que pode dar-lhes uma oportunidade para um começo melhor.

Nome Completo

E-mail

Palavra-Chave

As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.



Dr. Renato Kalil

Diretor Clínico

CRM-SP 62703