O bebê não se mexe... O que fazer?



Geralmente, é por volta do quinto mês de gravidez que a mulher deve começar a sentir os movimentos do bebê. Se o ritmo diminui muito ou se a mãe pára de sentir essa movimentação, é preciso avisar rapidamente o médico. Ele ouvirá os batimentos cardíacos fetais e, a partir daí, poderá verificar se o bebê pode estar recebendo menos oxigênio do que seria normal. 

Quando isso acontece, o pouco oxigênio que ele recebe é direcionado para órgãos mais nobres. Os menos importantes, como a estrutura muscular, se ressentem e por isso a criança se mexe menos. Doenças como diabetes e hipertensão podem levar a essa má oxigenação que, se prolongada, causa a morte do feto. 

Mas é importante saber que os bebês também descansam. Algumas horas quietinho não significam um problema sério. A mãe pode estimular a criança, empurrando sua barriga com as mãos de um lado para o outro. Se ela estiver bem, vai reagir e se mexer. 

A falta ou a redução dos movimentos fetais por 12 horas consecutivas é um sinal de perigo. Mas, como para alguns médicos esse período é de oito horas, o recomendável é que cada gestante tire esta dúvida com o obstetra que a atende.

Nome Completo

E-mail

Palavra-Chave

As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.



Dr. Renato Kalil

Diretor Clínico

CRM-SP 62703