Manchas no rosto durante a gestação



Durante a gravidez, as mulheres estão mais suscetíveis ao aparecimento de manchas na pele por causa da variação hormonal e da predisposição genética. O melasma é uma mancha difícil de ser eliminada. O segredo para evitá-la é a prevenção, ou seja, fugir do sol durante a gestação para evitar a formação destas manchas ao redor dos lábios e nas bochechas, que geralmente ganham forma de asas de borboleta.

Além das grávidas, mulheres que usam anticoncepcionais ou fazem tratamentos com hormônios também são alvos do melasma. O aumento dos hormônios estrógeno e melanogênico também levam ao escurecimento das aréolas e ao aparecimento daquela pequena linha vertical escura abaixo do umbigo. 

O melasma pode não aparecer na primeira gravidez e aparecer na segunda, ou vice-versa. Portanto, a grávida deve adotar medidas de proteção para se expor ao sol. O consenso entre os dermatologistas é que a radiação solar pode desencadear o problema e até agravá-lo, uma vez que os efeitos do sol são cumulativos. Como prevenção, os bloqueadores solares são a principal arma.

Geralmente o melasma surge no segundo trimestre da gestação, mas se a mulher se proteger desde o início, terá mais chances de não desenvolver as manchas. Recomendamos o uso contínuo de bloqueadores com fator de proteção 30 e o uso de chapéu, óculos escuros e guarda-sol.

O ideal, para uma proteção efetiva, é aplicar o bloqueador solar na pele pela manhã, na hora do almoço e no fim da tarde, faça chuva ou faça sol. Muita gente não sabe, mas mesmo dentro de ambientes fechados, a radiação solar afeta a pele. Por isso, o protetor solar tem de estar sempre à mão, até dentro de casa e no escritório.

Ao ar livre, a exposição da gestante precisa ser gradual e extremamente cuidadosa. Para ir à praia ou à piscina, a gestante precisa saber que a radiação ultra-violeta B (UVB), a mais perigosa e responsável pelo câncer de pele, se intensifica entre 10 e 16 horas. Já a radiação ultra-violeta A (UVA), muito importante no desenvolvimento e estímulo da pigmentação, ou seja, favorecendo o aparecimento do melasma, é a mesma durante todo o dia. Daí a importância de se proteger sempre.

Para tratar

Se por algum descuido a pele da gestante manchar, ela precisa saber que é preciso continuar a usar o bloqueador para evitar que a mancha escureça ainda mais. Para disfarçar, uma dica é aderir à camuflagem com o uso de bases e corretivos, dando preferência a produtos oil-free e não comedogênicos.

A gestante tem à disposição os clareadores de uso tópico com concentrações e ativos específicos para esta fase da vida. Eles podem ser cosméticos, de livre acesso, ou cosmecêuticos, que só podem ser prescritos pelo dermatologista.

Como alguns produtos indicados para o tratamento do melasma possuem componentes que devem ser evitados durante gestação, é sempre importante consultar o ginecologista e o dermatologista antes de iniciar qualquer tratamento estético. A razão de tanta cautela é evitar qualquer complicação para a grávida ou para o bebê.

Nome Completo

E-mail

Palavra-Chave

As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.



Dr. Renato Kalil

Diretor Clínico

CRM-SP 62703