Enxaqueca e hipertensão na gravidez



Mulheres que sofrem com enxaqueca apresentam mais risco de ter hipertensão na gravidez. Essa é a constatação de um estudo realizado em três clínicas de pré-natal no norte da Itália, que avaliou 702 grávidas, entre a 11ª e a 16ª semana de gestação, sem histórico de pressão alta. 

Deste grupo, 270 tinham enxaqueca, e a incidência de hipertensão entre elas foi superior (9,1%) em relação as que não tinham o problema (3,1%).

Mulheres com enxaqueca apresentam uma hiper-reatividade dos vasos sanguíneos, mesma característica de quem tem pré-eclâmpsia - aumento da pressão arterial na gravidez -, e, ao ficarem grávidas, merecem atenção especial no pré-natal. 

É muito comum a dor de cabeça surgir no início da gravidez devido ao aumento rápido do volume de sangue nas veias. Mas a tendência é que esse desconforto logo desapareça. 
Com a enxaqueca é diferente, a dor persiste por mais tempo, provoca náuseas e se agrava com a luz. 

Mesmo grávida, é possível tratar o problema. Existem medicamentos seguros - que devem ser indicados pelo obstetra - que a gestante pode tomar, além de outros tratamentos alternativos, tais como a acupuntura, que a gestante pode fazer.

Nome Completo

E-mail

Palavra-Chave

As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.



Dr. Renato Kalil

Diretor Clínico

CRM-SP 62703