Varicocele x infertilidade masculina - parte 02



- Podemos comparar as varizes das pernas com a varicocele?

O processo de formação é exatamente o mesmo das varizes que se formam nas pernas. No caso das pernas, a dilatação das veias é provocada pela dificuldade do sangue escoar pelas veias que sobem para o coração. Já em relação à varicocele, o problema é específico da veia gonadal, que drena a veia do testículo do lado esquerdo e desemboca perpendicularmente na veia renal, formando um ângulo que dificulta o fluxo sangüíneo. Do lado direito, as condições anatômicas são diferentes, pois a veia testicular desemboca obliquamente na veia cava, o que facilita a drenagem do sangue. 

- A varicocele é prevalente em que faixa etária?

Em geral, o problema aparece dos 12, 13 anos até os 25, 30 anos, e a tendência é tratar cirurgicamente estes pacientes na pré-puberdade ou no início da puberdade, porque alguns estudos mostram que o acúmulo de sangue nas veias dilatadas ao redor do testículo aumenta a temperatura localmente. E a temperatura alta pode prejudicar o desenvolvimento e a função de produção dos gametas do testículo. A varicocele pode acometer também as crianças. Ao apalpar a região atrás do testículo, a própria criança pode perceber um emaranhado de vasinhos parecido com um novelo de lã e que, em certos casos, pode até ser visível. Isso é sinal de que as veias começaram a se dilatar.

- A varicocele provoca dor?

Pode doer, mas não é a regra. Em geral, o que mais incomoda é o volume que aparece atrás do testículo e os pacientes se queixam de que aparece um inchaço quando fazem força, pois a pressão dentro da barriga aumenta e fica mais difícil para o sangue subir.

- Como o urologista pode diagnosticar com precisão a varicocele?

O mais importante é o diagnóstico clínico, embora existam métodos como o ultra-som com Doppler, que permite avaliar o calibre dos vasos e o fluxo de sangue que comportam. No entanto, o tratamento cirúrgico só deve ser proposto para os indivíduos com problemas de fertilidade que têm varicocele detectada no exame físico e não para aqueles com dilatação mínima das veias que aparece somente no exame de imagem. Por isso, quando um indivíduo de 40, 50 anos, que já teve filhos, percebe uma pequena dilatação nas veias testiculares e procura o médico, a conduta é não fazer nada a não ser que haja uma preocupação estética, o que, às vezes, é um exagero.

- Como surge, então, a indicação cirúrgica para o tratamento da varicocele?

A indicação cirúrgica da varicocele para os indivíduos com problemas de fertilidade é definida basicamente pelo espermograma. Quando o exame físico revela a presença de varicocele num adulto cuja esposa tem dificuldade para engravidar, a cirurgia consegue melhorar a qualidade dos espermatozóides produzidos em 40%, 50% dos casos, o que não é pouco, e pode promover a gravidez em condições naturais.

- Como é realizada a cirurgia?

A cirurgia indicada é na verdade uma microcirurgia. É segura e não há o que limite sua indicação com o objetivo maior de melhorar a produção dos espermatozóides.

- Após a cirurgia podem ocorrer recidivas?

Sim, mas são muito infreqüentes, algo em torno de 5% a 8% dos casos. A escolha da técnica adequada e a cirurgia bem executada minimizam a possibilidade de complicações e de recidivas.

Nome Completo

E-mail

Palavra-Chave

As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.



Dr. Renato Kalil

Diretor Clínico

CRM-SP 62703