Idade do pai também é um fator em infertilidade



Quando se trata de idade e fertilidade, as mulheres temem o "relógio biológico" e são incentivadas a ter filhos mais cedo. Mas os homens raramente recebem o mesmo conselho e, muitas vezes, não se preocupam com a fertilidade, quando decidem adiar o casamento e o nascimento dos filhos.


Mas um crescente número de pesquisas vem apontando que em matéria de fertilidade, a idade do pai também é muito relevante. Segundo uma pesquisa francesa, que analisou dados de mais de 21.000 inseminações artificiais envolvendo 12.200 casais inférteis, há uma diminuição das taxas de gravidez e um aumento do número de abortos espontâneos, quando o pai tem mais de 35 anos de idade.

De acordo com o Dr. Stephanie Belloc, do Eylau Centre for Assisted Reproduction, em Paris, esta é a primeira vez que um efeito tão forte da idade paternal sobre os resultados reprodutivos foi demonstrada.

Dentre o grupo pesquisado, a maioria dos casais estava sendo tratada devido à infertilidade do marido, mas os pesquisadores analisaram os resultados de forma a separar os fatores masculinos e femininos de infertilidade.

O esperma de cada parceiro foi examinado de acordo com uma série de parâmetros, como a contagem de espermatozóides, a motilidade e a morfologia. As taxas de gravidez clínica, aborto e nascimento também foram registradas.

Como esperado, a idade materna foi um forte preditor de sucesso no tratamento de infertilidade. A inseminação intra-uterina levou à gravidez de 14,5% das mulheres com menos de 35 anos de idade, mas apenas a 8,9% em mulheres mais velhas. As taxas de aborto também foram afetadas pela idade materna. 

Um efeito semelhante foi registrado para os homens acima de 35 anos, em relação às taxas de gravidez e de aborto.

A pesquisa francesa tem implicações importantes para os casais que querem começar uma família e precisam de ajuda médica neste sentido. O estudo demonstra que há um forte efeito da idade paterna sobre os resultados das inseminações intra-uterinas. Essa informação deve ser considerada por médicos e pacientes em programas de reprodução assistida.

Nome Completo

E-mail

Palavra-Chave

As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.



Dr. Renato Kalil

Diretor Clínico

CRM-SP 62703