Produtos de limpeza na gravidez podem aumentar chances de asma em crianças



Usar produtos de limpeza enquanto você coloca a casa em ordem pode não ser tão inofensivo quanto você imagina. De acordo com um estudo realizado pela Avon Longitudinal Study of Parents of Children - projeto de saúde da Universidade de Bristol, no Reino Unido -, mulheres que usam muitos produtos de limpeza durante a gravidez, ou logo após o parto, aumentam o risco de o bebê desenvolver asma. 

Para o estudo foram reunidas 13.000 crianças. Os resultados indicaram que a exposição aos produtos de limpeza aumenta em 41% às chances de a criança desenvolver asma com até 7 anos. Também foi constatado que outros fatores podem facilitar o problema, como antecedentes familiares. Além disso, a pesquisa sugere é importante as crianças estarem expostas às bactérias e à poeira para desenvolverem uma imunidade contra a doença. 

Segundo Renato Kalil, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz, o resultado do estudo é questionável. O produto de limpeza só fará mal para o bebê se for tóxico. "Produtos que são usados no dia a dia não fazem mal para ninguém. Se ele é autorizado pela Anvisa, todas as pessoas podem usar", diz. 

Os produtos liberados pela Anvisa são aqueles expostos em supermercados, que apresenta o rótulo da empresa na embalagem.

FONTE: COSTA RICA NET


Nome Completo

E-mail

Palavra-Chave

As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.



Dr. Renato Kalil

Diretor Clínico

CRM-SP 62703