DIU pode proteger contra câncer do colo do útero



Mulheres que usam o método contraceptivo DIU (dispositivo intrauterino)  têm 50% menos risco de desenvolver câncer de colo do útero em comparação com quem nunca usou o implante. 

Esta é a conclusão do maior estudo já realizado sobre o assunto, com dados de 20 mil mulheres. A pesquisa, feita na Espanha, França e Holanda, foi publicada no periódico médico Lancet Oncology.

Após levar em conta muitos fatores de saúde e comportamentais, os pesquisadores descobriram que usar o DIU reduzia o risco de contrair câncer do colo do útero em 50%, comparado com não tê-lo utilizado nunca. 

As mulheres que optam por inserir o DIU estão mais propensas a realizar exames de detecção de câncer cervical. Porém, os pesquisadores descobriram que os exames não eram um fator que influenciava na redução do risco. 

A proteção conferida pelo DIU pode se dever ao fato de o implante causar uma inflamação na cavidade uterina, estimulando uma resposta imune do corpo. Isso aumenta as defesas da mulher em relação à progressão da lesão para o câncer.

Já era conhecido que o DIU reduz o risco de câncer do endométrio, mas os resultados sobre a relação do dispositivo com tumores de colo de útero não eram claros até agora.

O efeito protetor do dispositivo contra o câncer de colo uterino foi observado depois de um ano de uso do DIU e não foi alterado mesmo depois de dez anos.

O implante, porém, não previne que a mulher seja infectada com o vírus HPV (causador do câncer) e tenha lesões. O que muda é a progressão dessas lesões.


Nome Completo

E-mail

Palavra-Chave

As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.



Dr. Renato Kalil

Diretor Clínico

CRM-SP 62703